Perguntas Frequentes

 

O que é e o faz um profissional Corretor de Seguros?

O Corretor de Seguros é o profissional intermediário entre uma seguradora e seu cliente, seja ele pessoa física ou jurídica. Caso o cliente precise acionar o Seguro, o Corretor de Seguros é chamado para mediar o contato e facilitar as ações necessárias e o cumprimento das cláusulas previstas no contrato de aquisição.

O que é uma empresa corretora de seguros?

Trata-se da empresa legalmente autorizada a fazer a intermediação entre o cliente (segurado) e a companhia de seguros no processo de contratação de um serviço de Seguro. Sendo assim, ela atua de maneira indireta nesse mercado, podendo atender tanto pessoas físicas quanto jurídicas.

O que uma seguradora?

Seguradora é uma empresa que assume determinados riscos no lugar do cliente, em troca do pagamento de certa quantia prévia, chamada de prêmio. Caso a situação temida se concretize, pode ocorrer de o segurado ter que pagar uma franquia à seguradora para obter a indenização contratada. Essa condição precisa estar descrita na apólice de seguro, que é o documento que formaliza o contrato entre as duas partes.

O que é a SUSEP?

A SUSEP – Superintendência de Seguros Privados é uma autarquia da Administração Pública Federal Brasileira, vinculada ao Ministério da Economia, foi criada pelo Decreto-lei nº 73, de 21 de novembro de 1966, tem sede no Rio de Janeiro, e é o órgão responsável pelo controle e fiscalização dos mercados de Seguro, Previdência Privada Aberta, Capitalização e Resseguro.

O que é sinistro?

Sinistro é uma ocorrência de todo evento que tem cobertura no seguro contratado e esteja especificado na apólice. Basicamente, sinistro é quando você bate o seu carro de forma involuntária e havia sido contratado a cobertura para colisões, por exemplo. Ou quando o seu carro é furtado ou roubado e isto também estava previsto na apólice.

Por que contratar um Seguro de Vida?

O Seguro de Vida é para você, sua família e quem mais você desejar. Você adquire um patrimônio de relevância quando o contrata. É um dos melhores investimentos que você poderá fazer para garantir a sua proteção e segurança em vida e por si e pelas vidas das pessoas ama.

65% dos benefícios garantidos por uma apólice poderão ser usufruídos por você em vida, caso necessite acionar a seguradora em decorrência de algum problema de saúde ou mesmo em caso de acidente, e para além disso, você consegue quando não mais estiver presente, dar as pessoas que ama um amparo financeiro para que possam seguir com suas vidas contando com recurso que será importante para que elas reorganizem as suas vidas e, inclusive, possam manter protegido o seu futuro educacional, profissional entre outros aspectos.

Quem pode contratar um Seguro de Vida?

Toda pessoa pode submeter uma proposta de contratação de Seguro de Vida a uma seguradora, no entanto, existem regras de faixa de idade e aceitação do risco. E dessa forma quase todo mundo pode porque existe uma análise de risco prévia que é realizada por cada companhia e ela é levada em conta na hora de aprovar o seguro, tendo em vista que a aprovação significa concessão de crédito então fica a critério da seguradora aprovar ou não, conforme suas políticas. 

Uma pessoa poderá contratar quantos seguros de vida quiser, ao mesmo tempo, em seguradoras diversas ou na mesma. Não existe limite para o pagamento da indenização. Cada seguradora vai pagar a indenização de acordo com o capital segurado contratado constante em sua apólice.

E no tocante a idade pessoas entre 16 e 85 anos sendo que há entre as companhias variação do limite de idade bem como o de ingresso.

Em resumo, qualquer pessoa que esteja em boas condições de saúde e que esteja dentro dos limites de idade da apólice pode contratar um Seguro de vida.

O que é e como funciona um Seguro?

O Seguro é um contrato entre uma pessoa, ou empresa, e uma seguradora, que concorda em assumir determinados riscos, durante um período definido, em troca de um valor pago em dinheiro. O valor pago à seguradora é chamado de prêmio, o documento que formaliza o contrato de seguro é a apólice, os prêmios de vários riscos, muitos sem sinistro, permitem às seguradoras criar reservas para pagar os sinistros

Quem é menor de 18 anos pode contratar um Seguro de Vida?

Sim, a idade mínima irá variar de acordo com o produto, coberturas e seguradoras. Caso o proponente seja menor de 18 anos e não possua CPF próprio, a contratação deverá ser realizada em nome do menor, com o CPF do responsável legal. Se o proponente for menor de 16 anos, os responsáveis legais assinam a proposta. E entre 16 e 18 anos, o proponente menor assina a proposta, em conjunto com os responsáveis legais. É importante ressaltar que em caso de sinistro de um segurado menor que 14 anos, o valor do capital segurado estará limitado ao reembolso de despesas com o funeral.

Quais garantias são oferecidas em um Seguro?

A garantia básica entre os Seguros de Vida é a indenização no caso de morte por qualquer causa (ou seja, natural, por doença ou acidente) ou por morte decorrente de acidente. Você pode contratar coberturas adicionais para se proteger contra os riscos de invalidez, doenças graves, incapacidade temporária, entre outras. Para mais detalhes, consulte sempre um profissional Corretor de Seguros, o qual é o capacitado tecnicamente para lhe assistir no processo de contratação da solução certa para você e somado a esse aspecto também é recomendado que você conheça as Condições Gerais do seu Seguro.

 

É possível contratar simultaneamente mais de um Seguro de Vida?

Sim, de acordo com o artigo 789 do Código Civil, não há limite para o valor da indenização podendo o segurado contratar quantos seguros quiser. Cada seguradora efetivará a indenização de acordo com o valor do capital segurado constante de cada contrato. Entretanto, a seguradora pode solicitar, quando da assinatura da proposta ou da solicitação de aumento do valor do capital segurado, para efeito de subscrição de risco, informação ao proponente ou ao segurado quanto à contratação de outros seguros com coberturas simultâneas.

O que é beneficiário de um Seguro de Vida?

É a pessoa indicada pelo segurado no ato da contratação de sua apólice ou mesmo após e que consta nas Condições Gerais, na proposta ou em formulário específico, para receber o pagamento da indenização da cobertura contratada em caso de sinistro.

Quem pode ser beneficiário no Seguro de Vida e quantos podem ser escolhidos?

Qualquer pessoa física ou jurídica pode ser definida como beneficiário no Seguro de Vida, ou seja, o segurado pode escolher livremente os seus beneficiários e a porcentagem de participação de cada um deles no capital segurado.

Não há limite de quantidade de beneficiários.

O Segurado pode optar por não escolher beneficiário?

Sim. Na ausência de indicação de beneficiários, a indenização será paga conforme estabelecido na legislação vigente. Porém, sempre aconselhamos que os segurados façam as indicações, pois isso facilita o processo de regulação do sinistro.

O que é Carência?

Carência é o período contado a partir da data de início de vigência do seguro ou do aumento do capital segurado, durante o qual, na ocorrência do sinistro, o segurado ou os beneficiários não terão direito a o recebimento da indenização. O período de carência, caso exista, será definido no contrato da apólice e na proposta de adesão/contratação do seguro.

O que é DPS?

É a Declaração Pessoal de Saúde que deve ser preenchida no momento da proposta para contratação do Seguro de vida e nela deve se fazer constar todas as informações sobre a saúde do segurado.

O Seguro de Vida tem carência?

Normalmente a seguradora solicita ao proponente que preencha uma declaração pessoal de saúde (DPS). Eventualmente, a DPS poderá ser substituída pela carência, cujo prazo é fixado nos termos das Condições Gerais e Contratuais do seguro. O Segurado não deve mentir ou omitir informações à seguradora pois sua família poderá perder o direito à garantia que planejou para ela. Além disso, algumas coberturas podem ter carência própria, como a Diária por Incapacidade Temporária (DIT) e Doenças Graves.

O que é tele entrevista?

Trata-se de uma Declaração Pessoal de Saúde (DPS) realizada via telefone, para a seguradora identificar o estado de saúde do proponente.

Após agendamento da tele entrevista, pelo corretor, um profissional especializado em Enfermagem entra em contato com o cliente, no dia e hora combinados, e faz perguntas sobre sua saúde e hábitos de vida. A ligação tem duração de aproximadamente 15 minutos.

Como proceder, se o proponente errar alguma resposta das perguntas da declaração pessoal de Saúde? É necessário preencher nova proposta?

Nas aquisições físicas, ditas analógicas, não. Caso o proponente rasure ou preencha equivocadamente uma resposta da DPS, poderá fazer a sua correção da seguinte forma: após a informação incorreta, deverá acrescentar a palavra DIGO, em seguida, deverá informar a resposta correta e assinar (mesma assinatura da proposta) ao lado do item corrigido.

E quanto aos casos em que as aquisições são digitais, o que se tornou o padrão de mercado, dado ao avanço irrefreável e irreversível da tecnologia há oferta de meios de correção imediata.

O que é a cobertura de diagnóstico definitivo de doenças graves?

É a cobertura que tem como objetivo pagar uma indenização ao segurado titular em decorrência de diagnóstico definitivo de qualquer uma das doenças graves dentre as principais aqui listadas, como: Câncer, Infarto agudo do miocárdio, Acidente vascular cerebral, Insuficiência renal terminal, Transplante de órgãos, Cirurgia ByPass, Paralisia de membros, Cegueira/Perda da Visão, Surdez/Perda da audição, Mudez/Perda da fala e Esclerose Múltipla. No entanto é relevante, informar que, cada seguradora oferta conjuntos de coberturas de doenças graves específicos e estes variam em quantidade e entre elas e seus produtos então as doenças graves que integram o rol dos produtos sempre irão apresentar diferenças logo é importante que conte com a consultoria do corretor de seguros para que possa contratar a solução mais completa e que atenda a sua real necessidade e interesse.

O que é DIT?

Significa Diária por Incapacidade Temporária (DIT) por Doença ou Acidente Pessoal e é a cobertura que tem por objetivo garantir ao segurado o pagamento de diárias, caso ele se afaste temporariamente do exercício de sua ocupação remunerada em decorrência de doença ou de acidente pessoal coberto.

Qual o período de carência da DIT?

O período varia de acordo com a situação, produto e companhia, mas no geral costuma por padrão ter algo dentro dos nortes citados abaixo:

Eventos decorrentes de doenças, exceto LER/DORT/LTC, têm 60 (sessenta) dias contados a partir do início de vigência do Seguro;

Eventos decorrentes de LER/DORT/LTC têm carência de 150 (cento e cinquenta) dias contados a partir do início de vigência do Seguro;

Eventos decorrentes de acidente pessoal não possuem carência, exceto no caso de suicídio ou sua tentativa, quando o referido período corresponderá a 2 (dois) anos ininterruptos, contados da data da contratação ou de adesão ao Seguro.

Quais os tipos de DIT disponíveis?

Até o momento as seguradoras disponibilizam apenas dois tipos de Diária por Incapacidade Temporária (DIT):

DIT Módulo 1 – Sem cobertura para L.E.R. – Lesão por Esforço Repetitivo, D.O.R.T. Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho e L.T.C. – Lesão por Trauma Continuado ou Contínuo;

DIT Módulo 2 – Com cobertura para L.E.R. – Lesão por Esforço Repetitivo, D.O.R.T. – Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho e L.T.C. – Lesão por Trauma Continuado ou Contínuo.

O que é a cobertura de diagnóstico definitivo de Doenças Graves?

A seguradora, assim como o estipulante, não é obrigada a renovar apólices coletivas após o final de vigência, devendo comunicar sua decisão de não renovação da apólice a outra parte mediante aviso prévio de, no mínimo, sessenta dias que antecedam o final de vigência da apólice.

No caso das apólices individuais, as seguradoras não podem cancelar o Seguro e eles estarão vigentes enquanto os pagamentos estiverem em dia.

O que acontece se o Segurado ou o estipulante atrasarem o pagamento de parcelas no Seguro de Vida?

Durante o período de atraso, a seguradora fica desobrigada do pagamento da indenização do Seguro.  A maioria das seguradoras praticam um prazo de tolerância de 60 dias, a contar do vencimento da 1ª parcela não paga, no qual, caso haja sinistro, a seguradora efetuará o pagamento da indenização descontada do valor dos prêmios não quitados. Caso o segurado ou o Estipulante permaneçam em atraso por mais de 60 (sessenta) dias, ele fica automaticamente excluído do Seguro ou tem sua apólice cancelada.

O que é Franquia?

É o período contado da data de ocorrência do sinistro, ou evento coberto, até a data do efetivo início de pagamento da indenização, conforme pactuado contratualmente.

O que o beneficiário deve fazer em caso de Sinistro?

Em caso de sinistro, o beneficiário deverá entrar em contato com o corretor de seguros do segurado para que ele possa lhe dar todo suporte necessário. No entanto, caso o desconheça será necessário fazer contato direto com a seguradora e informar os dados do segurado que sofreu o sinistro e a data de ocorrência. O atendente da companhia irá orientar o beneficiário no preenchimento do formulário de aviso de sinistro e envio da documentação necessária para a seguradora.

Que documentos o Segurado precisa apresentar para comprovação de renda, no momento do Sinistro?

A documentação necessária para cada cobertura está expressamente definida nas Condições Gerais do seguro de cada companhia.

O pagamento da indenização do Seguro de Vida depende de inventário?

Não. Os beneficiários poderão receber a indenização antes da conclusão do inventário. Esta característica torna um Seguro de Vida uma boa garantia a médio e curto prazo para a família, pois alguns inventários podem ser mais demorados.

Em relação ao Serviço de Assistência Funeral, caso algum familiar faça o funeral por não saber que o segurado possui esse direito, haverá reembolso?

Sim, o beneficiário, ou a família do segurado, terá direito ao reembolso das despesas com o funeral até o valor segurado, caso este venha a falecer durante o período de vigência do Seguro. O prazo que o beneficiário poderá solicitar o reembolso é conforme legislação vigente. Mas, vale ressaltar que, todos os comprovantes devem ser documentos oficiais como NFe entre outros.

É necessário declarar a indenização do Seguro de Vida no imposto de renda?

Sim, apesar de isento o valor da indenização deve ser informado na declaração. Dessa forma, o contribuinte que recebeu indenização de seguro de vida ou de DIT não pagará imposto, mas deve preencher o valor correspondente na ficha de Rendimentos Isentos e Não Tributáveis. Será enviado o Informe de Rendimentos para todos os segurados/beneficiários que receberam indenização de Seguro e/ou nos casos em que o segurado tenha sido contemplado em sorteio.

Como resgatar o Seguro-Fiança?

Exemplo: o inquilino fez um seguro fiança para 30 meses de locação, mas ficou no apartamento alugado por apenas 10 meses. Nesse caso, é feito um endosso de cancelamento. O inquilino/locatário, vai receber o reembolso dos 20 meses faltantes caso já tenha feito o pagamento com antecedência.

Como funciona a cobrança do Seguro Fiança?

Em geral, considerando as coberturas básicas aluguel, IPTU, condomínio, água, luz e gás, o valor do Seguro Fiança pode chegar a duas vezes o valor total das despesas com aluguel, condomínio e IPTU referentes a um mês.

O que saber sobre Seguro Empresarial?

O Seguro Empresarial possui o intuito de resguardar as empresas contra quaisquer imprevistos, que podem ser decorrentes de incêndios, roubos, furtos, desastres da natureza, entre outros. Essa é uma maneira que os empreendedores encontraram para se prevenir de possíveis prejuízos causados por esses eventos.

Quais as vantagens de ter um Seguro Empresarial?

São múltiplas as vantagens, mas podemos destacar 5 vantagens pontuais do Seguro Empresarial:

1 – Proteção contra eventos que ameaçam a longevidade do negócio.

2 – O seguro empresarial protege todos os tipos de empresas.

3 – Indicação de mão de obra especializada para serviços de reparo

4 – Flexibilidade de coberturas.

5 – Proteção para os funcionários.

O que é o Seguro de Proteção Financeira?

O seguro de proteção financeira tem como objetivo ajudar você a quitar uma dívida em caso de imprevisto, como a perda de emprego (CLT) ou a incapacidade temporária de executar o seu trabalho autônomo.

Caso a pessoa que contratou o serviço não consiga trabalhar por alguns meses, a instituição seguradora realiza o pagamento de algumas parcelas. Em caso de morte ou invalidez permanente, ela pode quitar toda a dívida ou a maior parte dela, dependendo do valor.

Como o Seguro de Proteção Financeira funciona?

Essa modalidade de seguro precisa ser contratada no momento da obtenção do crédito. Por exemplo: quando uma pessoa busca dinheiro de uma instituição financeira para reformar uma casa, ela já pode solicitar esse seguro. O valor contratado é pago com as parcelas mensais.

O que o Seguro Residencial não cobre?

É fundamental conhecer as Condições Gerais do produto porque elas se diferenciam conforme a seguradora e seu produto e são nelas que constam todos os riscos excluídos sejam estes gerais, específicos e/ou especiais. Entretanto, por padrão situações que incorram em danos provenientes de: umidade, ferrugem, infiltrações, problemas com chuva dentro de casa, qualquer tipo de corrosão, mesmo as causadas por problemas ambientais; areia e terra dentro de casa, mesmo que tenha entrado pela janela, portas ou de outra forma; Danos causados durante a construção também não são cobertos.

Quantas vezes pode acionar o Serviço de Assistência 24h do Seguro Residencial?

Ao contratar uma apólice de Seguro Residencial o segurado protege o seu patrimônio e mantém o seu porto seguro, seguro e conta também com uma assistência básica gratuita oferecida por quase todas as seguradoras, a assistência oferece serviço de chaveiro, eletricista, encanador e vidraceiro. Contudo, você pode também contratar adicionalmente outras assistências que se somam a básica e contar com serviços de reparo de eletrodomésticos, revisão do lar, limpeza de ar-condicionado entre outros serviços de linhas branca, marrom etc. E quanto ao acionamento esse poderá ser feito até duas vezes por ano, por padrão, mas existem condições diferenciada de acordo com o produto de cada companhia.

Como funciona o Seguro de Frota?

O Seguro de Frota é igual ao seguro automóvel individual, sendo a diferença é a quantidade de veículos contemplados no seguro. Enquanto no individual você contrata o Seguro apenas para um veículo, no Seguro de Frota você contrata um Seguro para diversos veículos.

Como Fazer o Seguro Frota?

Para fazer o Seguro Frota é muito fácil. Para realizar a cotação do Seguro, é necessário encaminhar os dados dos veículos que farão parte da frota (placa, modelo, ano, quilometragem rodada, utilização, dados do condutor, bônus do veículo, etc).

Caso você tenha diversos veículos que já possuam o seguro auto individual, o mais recomendado é iniciar a frota com dois veículos e ir incluindo novos veículos à medida que os seguros individuais forem vencendo. Dessa forma você garante maior economia, porque não será necessário realizar o cancelamento das apólices de seguro vigentes.

O que cobre o Seguro Automóvel?

A maioria dos motoristas contrata a cobertura compreensiva ou total contra colisão, incêndio e roubo. … Já para garantir os danos com a saúde dos ocupantes do próprio veículo, o motorista pode contratar um Seguro de Acidentes pessoais de passageiros, que cobre morte, invalidez permanente e despesas médico-hospitalares.

Quando posso perder o Direito a indenização do Seguro que contratei?

Trata-se da ocorrência de um fato que provoca a perda do direito do segurado à indenização, ainda que, a princípio, o sinistro seja oriundo de um risco coberto, ficando, então, a seguradora isenta de qualquer obrigação decorrente do contrato.

Como funciona o Seguro Aeronáutico?

O Seguro Aeronáutico é contratado na modalidade todos os riscos, que nada mais é do que a garantia total a todos os danos causados na aeronave. No caso da cobertura do casco, o seguro garante a indenização da aeronave pela perda ou avaria sofrida em decorrência de sua utilização.

O que é e onde contratar o Seguro Aeronáutico?

O Seguro Aeronáutico é a garantia de proteção contra os riscos do transporte aéreo, desenvolvido para aeronaves de todos os portes e de todos os fins. Se sua dúvida é sobre o que é o Seguro Aeronáutico saiba que, antes de tudo, é a garantia para seu voo tranquilo.

Para esclarecer ainda mais sua dúvida sobre o que é o Seguro Aeronáutico, vale ressaltar que este tipo de seguro tem como objetivo atender a aviação geral para os usos sejam eles particular, taxi aéreo, instrução de pilotos, pulverização agrícola e serviços especializados, garantido maior segurança a todos os envolvidos, desde o proprietário do avião até o passageiro.

Como funciona Seguro de Lancha?

Em relação à cobertura, o seguro náutico pode cobrir praticamente tudo, desde roubo até o transporte terrestre. De modo geral, as seguradoras oferecem uma cobertura básica, que pode incluir perda total ou parcial, assistência 24 horas, roubo ou furto e perímetro de navegação nacional.

Qual o valor do Seguro de uma Lancha?

Seja uma lancha, um veleiro, um grande iate ou um pequeno barco, seu Seguro custará algo em torno de 0,04% e 2% do valor da embarcação. Tudo depende do local onde navega, dos acessórios e histórico de sinistro do segurado.

A Cilindrada impacta o valor do Seguro para Motos?

A quantidade de cilindradas pode ser usada como um dos fatores para o cálculo da apólice do Seguro de Moto, aumentando de valor proporcionalmente à elevação das cilindradas. Por outro lado, algumas seguradoras nem trabalham com motos de menos de 300 cilindradas. Dessa forma, fique atento à capacidade do motor na hora da compra. Modelos esportivos também podem apresentar valores mais altos de Seguro Moto. Já os tipos custom, como as Harley-Davidsons, apresentam uma cotação mais convidativa, uma vez que são usados majoritariamente para lazer. De forma geral, isso indica menos rodagem semanal e, por consequência, menor exposição a sinistros.

A localização do condutor é usada?

O CEP do motociclista é outra variável que impacta o valor do seguro de moto. Afinal, as seguradoras fazem uma análise estatística de quais localidades podem ser mais perigosas, podendo aumentar o valor da apólice com base nisso. Em geral, os CEPs mais caros são os das grandes metrópoles.

Além disso, é preciso descrever direitinho qual é o uso da moto e em quais locais o condutor costuma circular. Trafegar frequentemente em locais considerados de risco (como portas de faculdade) pode, assim, encarecer um pouco o seguro moto. Por outro lado, quem usa a moto apenas no fim de semana pode conseguir bons descontos!

Porque fazer Seguro de Bike?

Saiba que um seguro de bicicleta garante que você pedale por muito mais trilhas e estradas. … Seja para competir ou para viajar em grupo, o serviço dá a segurança de fazer mais roteiros com a mesma tranquilidade de ter a bike trancada dentro de casa.

O que o Seguro de Bicicleta cobre?

Cobre os danos causados por incêndio, queda, tentativa de roubo e, ainda, situações em que a bicicleta estiver sendo levada por um veículo transportador. Cobre contra roubo, ou seja, quando há ameaça direta ou uso de violência ao segurado ou arrombamento do local onde a bicicleta estiver guardada.

Quem pode contratar o Seguro Rural?

A contratação do Seguro Rural pode ser feita por meio de um corretor ou de uma das 15 seguradoras habilitadas para operar no PSR. Qualquer pessoa física ou jurídica que cultive espécies contempladas pelo programa pode solicitar a contratação.

Como é feito o Seguro Rural?

O Seguro de Penhor Rural tem por objetivo cobrir perdas e/ou danos causados aos bens, diretamente relacionados às atividades agrícola, pecuária, aquícola ou florestal, que tenham sido oferecidos em garantia de operações de crédito rural.

Como funciona o Seguro de Transporte de Carga?

O Seguro de Carga é uma categoria de seguros que garante à empresa contratante uma indenização por prejuízos ao carregamento durante viagens ferroviárias, terrestres, aéreas ou marítimas, sejam elas nacionais ou internacionais — para importação ou exportação.

Qual a importância do Seguro de Cargas?

Esse tipo de Seguro oferece proteção aos bens e mercadorias transportadas em viagens nacionais e internacionais. Independentemente da ocorrência, sua missão é cobrir os prejuízos causados à carga. É a sua garantia para poder ficar em paz enquanto sua carga é transportada prevenindo qualquer tipo de ocorrência.

O que é Seguro de Equipamentos?

O seguro de Equipamentos é responsável por proteger a perda ou o dano de equipamentos segurados, trazendo mais segurança e despreocupação para o empreendedor. Praticamente todas as empresas são compostas por equipamentos e ferramentas essenciais para auxiliar nas operações.

Como fazer Seguro de Equipamentos?

Para fazer um Seguro de Equipamento você deve: Escolher todas as coberturas e os adicionais certos para o seu equipamento. Enviar à FRAGA toda a documentação com os dados cadastrais solicitados. Verificar as condições de pagamento e a data exata de entrada em vigor da apólice.

O que é Seguro Garantia na Licitação?

O Seguro Garantia Licitação garante a indenização, até o valor da garantia fixado na Apólice, se o tomador adjudicatário se recusar a assinar o contrato principal, nas condições propostas, dentro do prazo estabelecido no edital de licitação.

O que cobre o Seguro de Riscos de Engenharia?

O Seguro de Risco de Engenharia cobre, danos às obras (imóveis e demais infraestrutura em construção) e aos equipamentos utilizados. … Existem três modalidades do Seguro de Risco de Engenharia. Essas modalidades são: obras civis em construção (OCC), instalação e montagem (IM) e quebra de máquinas (QM).

Quais são os Riscos da Engenharia?

Cobertura básica

Danos decorrentes de erro de execução;

Defeitos e inadequações de materiais;

Danos inerentes à construção, instalação e montagem;

Incêndio e explosão;

Furto qualificado;

Riscos da natureza (vendaval, inundação, raios, desmoronamento, terremoto, gelo, geada etc.).

O que é o RC Profissional?

É o seguro que protege o profissional contra eventuais prejuízos em ações judiciais. Ou seja, ele garante o pagamento quando ocorre condenação e indenização financeira a um cliente ou paciente, por ato de negligência, imperícia e imprudência.

Recém-formados podem contratar o seguro?

Não importa o tempo de formação, o RC Profissional pode ser contratado a qualquer momento, para garantir tranquilidade e segurança a você e seu cliente.

Como funciona seguro para eventos?

Um seguro para eventos tem como objetivo preservar o organizador e os participantes de um espetáculo, comemoração ou outros. Com ele, os prejuízos de uma série de ocorrências são pagos pela seguradora, em vez de pelos responsáveis pela festa. Conforme previsto na apólice contratada.

Para que serve o Seguro de Viagem?

É muito importante a contratação de um Seguro Viagem para evitar conflitos e imprevistos longe de casa, quando algo assim acontece, principalmente fora do país de origem, quem arca com todos os custos é o próprio turista, já com o Seguro Viagem contratado não há necessidade para se preocupar.

O que cobre o Seguro Viagem?

Há muitas e importante coberturas dedicadas ao segurado dentre elas as despesas médicas, odontológicas e hospitalares, não importa se em viagem nacional ou internacional. Traslado de corpo em caso de falecimento e médico, em caso de doença. Caso de morte, acidental ou não. Invalidez total ou parcial em caso de acidente em viagem. No entanto, vale ressaltar que, se faz necessário entender qual é a real necessidade do segurado quanto a viagem, destino x período e adequar ao produto correto e é por essa razão que o corretor de seguros deverá ser sempre acionado, tendo em vista que ele irá orientar o cliente e lhe dar todo suporte com segurança quanto a todos os aspectos dos seguros incluindo os riscos exclusos, ou seja, o que não faz parte do rol de coberturas do seguro.

O que cobre o Seguro de Garantia Estendida?

O Seguro de Garantia Estendida tem como objetivo fornecer ao segurado, facultativamente e mediante o pagamento de prêmio, a extensão temporal da garantia do fornecedor de um bem adquirido e, quando prevista, sua complementação.

Quais meus direitos na garantia estendida?

Em caso de problema com o produto durante a vigência do Seguro de Garantia Estendida, o consumidor terá direito ao reparo do bem, sua reposição ou pagamento em dinheiro. No caso de impossibilidade de reparo, a indenização ao segurado se dará na forma de reposição por bem idêntico.

O que é Seguro Odontológico?

Assim como um Seguro Saúde, o seguro odontológico funciona por meio do reembolso, como citado, é possível realizar o atendimento na rede credenciada pela empresa do seguro dental. Nesse caso, porém, o consumidor não é reembolsado. Na verdade, a empresa paga os valores diretamente aos dentistas responsáveis.

Qual a cobertura do Seguro Odontológico?

Os procedimentos de cobertura mínima e obrigatória pelos convênios e Seguros Odontológicos no Brasil são definidos pelo Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS).

Por isso, todo seguro dentista cobre:

1-Consultas;

2-Cirurgias simples, como a extração de dentes;

3-Atendimento odontológico de urgência ou emergência;

4-Restaurações dos dentes;

5-Prevenção de doenças bucais;

6-Radiologia;

7-Tratamento de canal;

8-Aplicação de flúor e selante etc.

Quem deseja mais do que esses serviços básicos, porém, pode ir bem além. Basta que, na hora de contratar seguro, o usuário solicite outras coberturas à seguradora.

O que cobre o Seguro do Condomínio?

O Seguro de Condomínio é uma apólice que uma vez contratada dará ao condomínio proteção e segurança. Ele é obrigatório por lei, o que torna o síndico responsável por contratá-lo. Faz parte dele um rol de coberturas que por padrão são ofertadas como simples ou ampla, e elas se adequam as necessidades de cada condomínio ainda que se diferenciem conforme a seguradora e seu produto. Entre as múltiplas coberturas que integram o conjunto da cobertura simples, consta cobertura para: danos decorrentes de inundação, alagamento, desmoronamento, vendaval, furacão, ciclone, tornado, granizo, danos elétricos e diversos outros eventos que causem danos ao condomínio. No entanto, é relevante conhecer as Condições Gerais para saber além do que cobre quais são os riscos excluídos.

Quem é responsável por contratar o Seguro de Condomínio?

O seguro deve ser contratado assim que as unidades do condomínio ficarem prontas ou em até 120 dias a contar da emissão do habite-se e deve ser renovado continuamente. Isso deve ser feito pelo síndico ou administradora.

1
Olá!
Como posso te ajudar?
Clique no ícone para falar conosco